Início > Futebol > SANTOS COM MUITA AMBIÇÃO NA UÉFA – 06/06/2012

SANTOS COM MUITA AMBIÇÃO NA UÉFA – 06/06/2012

O desafio de descobrir o caminho para o sucesso da Grécia no Grupo A do UEFA EURO 2012 deixa Fernando Santos com “o sentimento de ser treinador outra vez”. O técnico português fala, nesta entrevista ao UEFA.com, da preparação para o jogo de abertura ante a co-anfitriã Polónia e das razões que o levam a dizer que não há limites para a ambição da sua equipa na fase final. “É extremamente importante para o país que deixemos a nossa marca”, disse. 
UEFA.com: Como caracteriza a força da Grécia, dentro e fora do campo?
Fernando Santos: A força da Grécia é o espírito de grupo da equipa. Os jogadores mostram grande paixão quando representam a seleção nacional, dão tudo o que têm no relvado e fazem-no dentro e fora do campo. Estou muito satisfeito com o que os jogadores têm feito [nos treinos]. Não é um momento fácil, porque muitos deles estão cansados. O campeonato acabou muito tarde, com os “play-offs” que tivemos, mas tenho confiança absoluta nos meus jogadores a nível de carácter, determinação e paixão.
UEFA.com: Como tem preparado o jogo de abertura, sabendo que o adversário é a co-anfitriã Polónia?
Fernando Santos: Houve duas fases. Na primeira, pensei exclusivamente na minha equipa e no processo de jogo, tanto a nível defensivo como ofensivo. Quando estivemos na Áustria, pensámos apenas em nós e no que temos de fazer. Agora, estamos mais perto da competição, pelo que temos de conhecer os adversários.
Esta semana, vamos trabalhar a pensar no jogo contra a Polónia. Vamos pensar num jogo de casa vez e não em três adversários ao mesmo tempo. Vamos concentrar-nos exclusivamente na Polónia. Depois, na República Checa e a seguir na Rússia. A humildade será fundamental para podermos ganhar os três jogos, ou seja, temos de respeitar os adversários, sem os temer. É isso que quero dos meus jogadores. Têm de saber o que fazer e, ao mesmo tempo, saber o que os oponentes fazem. 
UEFA.com: Qual será a chave para ganhar o jogo de abertura?
Fernando SantosA Polónia é uma equipa forte, com jogadores de qualidade. Basta dizer que três deles foram campeões da Bundesliga, que é muito competitiva. É uma selecção que vai contar com o apoio do público e esse é um factor muito importante, para o qual temos de estar preparados. Vamos abrir o Campeonato da Europa contra a Polónia, no estádio deles. [Sobreviventes do UEFA EURO 2004, Giorgios] Karagounis e [Kostas] Katsouranis sabem o que é jogar contra a equipa da casa numa competição destas, pelo que terão de passar a mensagem. 
Eu também estou a passar a mensagem, porque temos de contar com uma Polónia muito agressiva, a jogar perante os seus adeptos. Temos de jogar com isso também. Se formos muito fortes e concentrados, e pusermos a nossa paixão em campo, teremos hipóteses.
UEFA.com: A pressão sobre a Polónia poderá ser uma vantagem para a sua equipa?
Fernando Santos: Poderá ser um factor importante a nosso favor ou contra nós, porque as expectativas em relação à equipa polaca estarão muito altas desde o início. Terão um estádio cheio a puxar por eles e isso pode eventualmente funcionar a nosso favor se as coisas não lhes estiverem a correr bem.
UEFA.com: Passou a maior parte da carreira em clubes, por isso como se sente por, finalmente, ter a equipa junta durante um período alargado, após dois anos de espera?
Fernando Santos: Gostava de ter mais uma semana, porque penso que isso poderia ser muito importante, mas, pela primeira vez enquanto seleccionador, estou a sentir-me treinador outra vez. Normalmente, treinar uma selecção nacional significa ter pouco para fazer. Tem mais a ver com passar a nossa filosofia para o treino e para a preparação. Aqui, temos mais tempo e claro que me sinto melhor porque estamos a treinar.
UEFA.com: O que quer da sua equipa neste torneio?
Fernando Santos: Ficarei satisfeito se a minha equipa der tudo o que tiver para dar e se os meus jogadores interpretarem em campo o que lhes peço. Estou certo de que darão tudo. Não há limites para o que queremos e ninguém quer apenas passar a fase de grupos. Queremos chegar o mais longe possível. É isso que quero. É com isso que sonhamos e espero que possamos consegui-lo. Penso que é muito importante para o país que deixemos a nossa marca, porque temos capacidade para isso. Lutamos, trabalhamos e somos iguais aos outros.
Categorias:Futebol
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: